O que
  • Advogado
  • Alimentação Infantil
  • Assistente Social
  • Clínica de Desenvolvimento Infantil
  • Dermatologia
  • Educação Física
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Fisioterapia Respiratória
  • Fonoaudiologia
  • Médicos
  • Musicoterapia
  • Nutrição
  • Odontologia e Ortodontologia
  • Outros
  • Psicologia
  • Psicopedagogia
  • Rede de Apoio
  • Terapia Ocupacional
Aonde

Assista Poliana Pires Assistir Vídeo

Olá pessoal! Sou Poliana Pires, Terapeuta Ocupacional especialista em Desenvolvimento Infantil e Intervenção Precoce! Também possuo Certificação Internacional em Integração Sensorial e estou cursando a Especialização em Síndrome de Down com o Dr. Zan em São Paulo! Atendo crianças com demandas neuropediátricas diversas buscando, de forma lúdica, aperfeiçoar suas ocupações (brincar, atividades escolares, lazer, rotinas de autocuidado e AVDs, etc) elevando o perfil das ações motoras, sensoriais e cognitivas, assim como recuperando a função humana onde ela estiver prejudicada! Sou completamente apaixonada pelo que faço!

FORMAÇÃO:

– Graduada em Terapia Ocupacional pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais)

– Certificação Internacional em Integração Sensorial pela USC (University of Southern California)

– Especialista em Desenvolvimento Infantil e Intervenção Precoce (pós-graduação LATO SENSU)

– Cursando pós-graduação em nível de Especialização em Síndrome de Down pelo CEPEC – SP

Q O que é Terapia Ocupacional?

O uso terapêutico de atividades diárias (ocupações) em indivíduos com o propósito de melhorar ou possibilitar a participação em papéis, hábitos e rotinas em diversos ambientes como casa, escola, local de trabalho e comunidade.
Profissionais da Terapia Ocupacional usam a relação transacional entre a pessoa, seu envolvimento em ocupações importantes, e o contexto em que se insere para delinear planos de intervenção que facilitam a mudança ou crescimento nos fatores do indivíduo (funções do corpo, estruturas do corpo, valores, crenças e espiritualidade); e habilidades (motora, processual e de interação social) todos necessários para uma participação bem-sucedida do indivíduo.

Q A partir de qual idade meu filho(a) pode fazer Terapia Ocupacional?

Não há uma idade certa. Desde o nascimento é possível e pode ser necessário uma intervenção de Terapia Ocupacional!
Quando a criança demonstra alguma dificuldade em seu desenvolvimento psicomotor em razão de alterações físicas, mentais, cognitivas, emocionais ou sociais, a ajuda de um Terapeuta Ocupacional deve ver solicitada.
Por meio de exercícios, atividades, brincadeiras e estratégias, a Terapia Ocupacional ajuda a criança a desenvolver suas habilidades sociais; de motricidade grossa e fina; de linguagem e comunicação; raciocínio, dentre outras, promovendo qualidade de vida, autonomia e independência.

Q Porque o brincar é a ferramenta central do Terapeuta Ocupacional que trabalha com o Desenvolvimento Infantil?

A criança precisa explorar o mundo adequadamente para poder se desenvolver. A Terapia Ocupacional tem como objetivo a construção de instrumentos físicos e psíquicos para que essa exploração favoreça ao máximo o processo de aprendizagem e desenvolvimento da criança.
Tendo o brincar como atividade central, o terapeuta ocupacional desenvolve com a criança uma rede de significados partilhados que envolvem a função dos objetos, suas formas de utilização e sua dotação de sentido pela criança, entendendo que para explorar o mundo a criança deve desejá-lo (não há sentido em andar se não deseja chegar em algum lugar; não há sentido em encaixar peças se não deseja construir algo).
O brincar permite que a criança se descubra e descubra o mundo ao seu redor, podendo agir sobre ele e modificá-lo, experimentar novos desafios, solucionar problemas e executar funções. Brincando a criança desenvolve habilidades intelectuais, emocionais, de comunicação e habilidades motoras amplas e finas. Ao brincar a criança amplia sua capacidade de adaptação, autonomia e interação com os outros, aprende a dividir e a discordar, entra em contato com o ambiente, utiliza seu corpo, sente emoções e é desafiada. O brincar favorece um sentimento de bem-estar, além do desenvolvimento da capacidade e do prazer de agir.

Q Porquê intervir precocemente?

O desenvolvimento e maturação cerebral da criança tem um ritmo muito rápido nos primeiros anos de vida e a plasticidade cerebral é seguramente maior nesta fase! Logo, quanto mais cedo intervir, maiores e melhores são os ganhos e o potencial de desenvolvimento da criança.
Também temos como benefícios o apoio e assistência à família nos momentos mais críticos, assim como maximizar a inclusão e interação social da criança e sua família!

Q O que são Atividades de Vida Diária?

As Atividades de Vida Diária (AVDs) são tarefas básicas de autocuidado, habilidades que desenvolvemos na infância e que as pessoas geralmente precisam ter para viver como adultos independentes.
Exemplos: banho; alimentação; escovar os dentes; mobilidade; usar o banheiro; higiene pessoal; pentear os cabelos; vestuário, etc.

Q O que é Integração Sensorial?

O nosso mundo é sensorial e uma das demandas mais básicas da nossa existência é interpretar e responder a estímulos sensoriais. Mas tudo isso é tão natural que nem ao menos percebemos que faz parte de algo tão importante e essencial: há estímulos que nos acalmam, como uma massagem com pressão profunda ou uma música tranquila, outros estímulos nos alertam, como o cheiro gostoso do café da manhã ou um barulho diferente na noite escura. Tem estímulos que exigem resposta rápida, como o cheiro de fumaça da panela queimando no fogão, outros precisam ser esquecidos, como o ruído do motor da geladeira na cozinha, para que possamos focar a atenção em tarefas relevantes.
A Integração Sensorial é essa habilidade para organizar os estímulos sensoriais, selecionar as informações importantes, que merece atenção ou exige algum tipo de resposta, e ignorar o que não é relevante no momento; enfim, habilidade para organizar e interpretar os estímulos para agir de acordo com a situação e as demandas do ambiente.
O foco da abordagem de Integração Sensorial Infantil é nos mecanismos sensoriais usados para prestar atenção, aprender sobre o ambiente e manter a organização do comportamento. Um conceito importante na terapia de IS é oferecer “desafio na medida certa” para engajar a criança e promover respostas adaptativas cada vez mais complexas e criativas.

Q Integração Sensorial e crianças com Síndrome de Down, qual a relação?

A grande maioria das crianças com Síndrome de Down enfrentam problemas no processamento de estímulos sensoriais (vestibular, proprioceptivo, tátil, visual e auditivo), o que pode interferir significativamente em sua atenção, aprendizagem escolar e em seu desenvolvimento de habilidades motoras.
A terapia de Integração Sensorial pode beneficiar as crianças com Síndrome de Down através de uma abordagem que prioriza o uso dos sistemas sensoriais de forma integrada com experiências vestibulares, proprioceptivas e táteis ao propor atividades funcionais que trabalham registro e discriminação tátil, movimentos que coordenam o corpo contra a gravidade, favorecem a integração bilateral, movimentos recíprocos, ideação e planejamento motor. Além de trabalhar com habilidades motoras, as atividades na Integração Sensorial visam a auto regulação e modulação do nível de alerta ótimo.
O desenvolvimento dos sentidos no geral facilitará o conhecimento de si mesmo e do mundo que o brincar proporciona à criança e, como consequência, sua adaptação ao meio.

Q Integração Sensorial e Intervenção Precoce, tem relação?

O envolvimento em atividades individualizadas, ricas em estímulos sensoriais necessários, melhorará a capacidade do cérebro e do sistema nervoso para processar informações sensoriais, melhorar a organização e integração da sensação e, como resultado, ter um impacto positivo na capacidade da criança em participar de Atividades de Vida Diária (AVDs).
O profissional de Terapia Ocupacional, fazendo uso da abordagem de Integração Sensorial (IS) na Intervenção Precoce, tem o papel de apoiar e facilitar alguns domínios do desenvolvimento: áreas socioemocionais (autorregulação, participação social e jogo) e áreas de comunicação (facilitação de interações sociais, brincadeiras e dispositivos de apoio); funções adaptativas, incluindo alimentação e autocuidado; desenvolvimento físico para promover o movimento de exploração, posicionamento e uso das mãos; habilidades cognitivas para perceber e ter atenção a objetos, sequenciar rotinas diárias e generalizar habilidades.
A utilização da abordagem de IS na Intervenção Precoce é mais que justificada uma vez que o Processamento Sensorial afeta áreas primordiais na vida da criança como: alimentação; desenvolvimento motor; regulação do comportamento; desempenho funcional na Vida Diária, dentre outras.

3 Avaliação Poliana Pires

renanoliveiramv82

1 Avaliações

Fundamental no desenvolvimento da minha filha

5/ 5

A Maria Antônia início as terapias com a Poli desde os 30 dias de vida.. e hoje com 2 anos posso afirmar que é um trabalho fundamental no desenvolvimento dela, sempre nos auxiliando.. participou ativamente de cada conquista dela.. sou muito grato.. parabéns pelo carinho e profissionalismo dedicado a minha princesa

Essa avaliação foi...?

kesiacris39

1 Avaliações

Excelente Profissional

5/ 5

A Poli é um ser humano incrível, isso torna ela uma profissional diferenciada, ela está conosco desde 40 dias de vida da nossa pequena Lívia, ver o desenvolvimento dela através do trabalho da Poli é incrível, como ela tem evoluído, como tem aprendido, como cada dia que passa conseguimos ver o tanto que ela vêm adquirindo a independência. Ter a Poli conosco nesta jornada tem deixado tudo mais lindo e mais leve. Indico sempre sempre de olhos fechados ❤️ Obrigada Poli, por ser essa excelente profissional!

Essa avaliação foi...?

cynthiaoliveira42

1 Avaliações

Um pilar no tratamento da T21

5/ 5

A Poliana está conosco desde a chegada da minhas filhas em casa, após um ano e dois meses de internação hospitalar . Esse mês já vamos comemorar três anos de vida e de conquistas diárias. Tive muita dificuldade em encontrar um profissional com a certificação internacional de IS, e ainda mais para atendimento domiciliar, até que encontrei a Poli. A abordagem da IS foi fundamental para o desenvolvimento das minhas filhas , sobretudo pelo vínculo afetivo que estabeleceram com a Poli , que é de uma doçura ímpar. A cada dia a vejo se instrumentalizar com os melhores recursos e conhecimento. É uma profissional que cuida de cada detalhe do desenvolvimento das minhas crianças, e que valoriza a participação da família e nossas impressões. Enfim, a Poli ,hoje , é um pilar do tratamento das minhas filhas, e no diálogo entre a equipe multidisciplinar que as atende.

Essa avaliação foi...?

Faça sua Avaliação

Sua avaliação geral deste anúncio

angry
crying
sleeping
smily
cool
Procurar

Recomenda-se que seu comentário tenha no mínimo 140 caracteres

Todos os Horários
  • Segunda07:00 AM - 07:00 PM
  • Terça07:00 AM - 07:00 PM
  • Quarta07:00 AM - 07:00 PM
  • Quinta07:00 AM - 07:00 PM
  • Sexta07:00 AM - 07:00 PM

Sua mensagem foi enviada com sucesso

Detalhes Adicionais

  • Possui disponibilidade para realizar algum atendimento social?:Sim
  • Possui experiência em síndrome de down?:Sim